Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Noel Langa no Franco

por jpt, em 18.04.11

 

Coincidente com a apresentação do filme que lhe é dedicado surge uma individual de Noel Langa no Franco-Moçambicano. A sua primeira desde há oito anos, surpreendo-me com a informação (será mesmo?). Quinze desenhos, muito antropomórficos, de 1990, uma colecção silenciosa e que pode surpreender pelo preto-e-branco e tão figurativo. Com a eterna ternura do pintor. E mais sete quadros, cinco em tons de ... madeira (?), uma série de 2010 e dois finais, já deste ano. O acima - eu brinco e chamo-lhe auto-retrato, três génios bons. E tanto o cobiço.

 

Pintor da concórdia, da doçura, muito mais do que de um sítio Noel Langa é um bálsamo. Um bálsamo que nunca se quis típico, e também por aí o meu tão grande agrado pela obra deste mais-velho.

 

 

Tal como para Reinata deixo a ideia. Falta um álbum. O álbum é um instrumento que poderá estar desprestigiado, hoje em dia, tempos de internet. Mas isso pode implicar que um álbum é também um sítio informático onde Noel verá colectada e trabalhada a sua incessante produção. Coexistindo com o recente filme que é, fundamentalmente, sobre o homem.

 

jpt

publicado às 17:03


comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos