Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Para a Sophia de Mello Breyner

por jpt, em 13.07.04
Os búzios

iam e vinham

vinham e iam

como um pêndulo do tempo perdido

Que mistério lá havia, afinal?

(Será, realmente, o náufrago

cúmplice dum crime impossível?)

Talvez. Pois da redoma dos astros r

essoa a marcha fúnebre dos deuses


(Armando Artur, Estrangeiros de Nós Próprios, Associação de Escritores Moçambicanos, 1996)

publicado às 08:05


comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos