Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Acordo Ortográfico

por jpt, em 19.06.08

Sobre o Manifesto em Defesa da Língua Portuguesa (já mais de 62 000 assinaturas) deixei aqui sobre o meu relativo desconforto ao assinar o documento. E ficou-me algo a remoer. Fica a minha relativa discordância com o texto (que não com as preocupações) mais explícita assim:

 

capavgm.jpg

lamento para a língua portuguesa

não és mais do que as outras, mas és nossa,e crescemos em ti. nem se imaginaque alguma vez uma outra língua possapôr-te incolor, ou inodora, insossa,ser remédio brutal, mera aspirina,ou tirar-nos de vez de alguma fossa,ou dar-nos vida nova e repentina.mas é o teu país que te destroça,o teu próprio país quer-te esquecere a sua condição te contaminae no seu dia a dia te assassina.

...

ruiu a casa que és do nosso sere esse anda por isso desavindoconnosco, no sentir e no entender,mas sem que a desavença nos importenós já falamos nem sequer fingindoque só ruínas vamos repetindo.

...

[Vasco Graça Moura, Uma Carta no Inverno, Quetzal, 1997]

publicado às 09:47


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Ênio Kersting Correa a 03.07.2008 às 14:26

REFORMA ORTOGRÁFICA IRRACIONAL
O gramático paulista Eduardo Carlos Pereira, no início do século 20, em sua "Grammatica Historica", dizia que o sistema ortográfico ideal seria fonético e teria um só símbolo para cada fonema. Já observava ele que isto era impossível com as vogais porque existem mais sons vocálicos do que letras.
Então, os defeitos do Acordo Ortográfico são: 1)elimina o trema ao invés de eliminar os dígrafos "GU" e "QU"; 2)traz de volta as letras "W", "Y" e "K", para cujos fonemas já existem símbolos.
Parece-me que houve mais uniformização do que aperfeiçoamento.
Minhas saudações!
Sem imagem de perfil
[...] que nisto seguem juntas) já deixei aqui o que acho. E sobre a escatológica visão de Graça Moura também. A qual polui um pouco bons argumentos que [...]

comentar postal



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos