Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Falar de mulheres

por jpt, em 17.09.08

Olhando as ideologias modernas. E da liberdade de falar de mulheres::

"- É verdade que sempre tive amigas entre as prostitutas, e esse quadradinho com Esmeralda é uma espécie de homenagem às putas. Penso que teria gostado de Thaís, a amante de Alexandre Magno." [257]

"Os contactos físicos entre homens nunca me atraíram, mesmo apresentados como expressão de uma cumplicidade viril ... aí então, acho uma parvoíce machista. (...) Eu considero a homossexualidade uma variante particular da sexualidade, atestada desde a Antiguidade, e evidentemente o lugar ocupado pela homossexualidade nos mitos e nos heróis da Grécia antiga interessa-me. Penso, por exemplo, na amizade intensa entre Aquiles e Pátroclo, que, dada a mentalidade da época, acompanhava provavelmente uma relação homossexual. E como Aquiles tinha uma escrava favorita, Briseida, podemos imaginar, debaixo da tenda, umas situações interessantes ... Pergunto-me também o que um homem invulnerável como Aquiles poderia sentir sexualmente. Talvez Pátroclo e Briseida lhe fizessem umas coisas no calcanhar! Deviam formar um belo trio. Agamémnon acabou por roubar Briseida a Aquiles, mas devolveu-lha depois da morte de Pátroclo." [254]

Hugo Pratt, O Desejo de Ser Inútil. Memórias e Reflexões (Entrevistas com Dominique Petitfaux). Precedido de uma Abertura Irlandesa, Lisboa, Relógio d'Água, 1995

publicado às 00:11



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos