Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Bento XVI

por jpt, em 10.03.13

 

Lamento-o agora, descarregadas que estão as fotografias no computador. Estava cansado, mesmo exausto. À saída da aldeia, dessas de povoamento disperso, no recomeço da caminhada, ladeio a igreja (católica) local, de blocos feita, encimada por aquelas terríveis placas de zinco que vão produzindo pequenos infernos por esse país fora. E noto o pormenor, delicioso, nele me detenho e num automatismo exaurido fotografo-o, distraindo-me da máquina, dos seus necessários modos. E sigo, na pressa da longa caminhada pela frente. Por isso ficou-me assim este nada, perdido o enquadramento da pequena, isolada e até rara igreja, deste parapeito com a bíblia aberta, ladeada pela pobre cruz esculpida em madeira nova e o plástico cheio de pilhas. E atrás o túnel de luz até à outra janela, aberta para as machambas, lá dentro as cadeiras onde nos sentáramos um pouco, uma conversa seguida de caracata e galinha, a moela para mim, que já cheguei a essa idade. Falhada a fotografia guardo o momento mas não posso partilhar a impressão causada.

 

Ainda assim deixo-a, deixo este momento vivido nesta igreja de uma longínqua povoação de Namaponda, Angoche. Para vos chamar a atenção a um inteligente e belíssimo texto sobre a igreja católica, o catolicismo actual e Bento XVI escrito por José Pacheco Pereira, "O Peregrino". Este ateu gostou.

publicado às 22:15



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos