Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Cheguei a Pretoria no dia em que Oscar Pistorius (vizinho aqui de casa) foi preso. Helicópteros, polícia em força e peso, a habitual parafernália mediática a quase entupir a entrada na urbanização. Um bom postal para o maschamba, pensei. Rapidamente me retratei desquerendo associar-me ao triste espectáculo que perante nós se desenrolava cada vez que entrávamos e saíamos de casa. Que dizer afinal da tragédia aqui tão ao lado e que tanta especulação tem alimentado?

Enquanto nisto ruminava, deparo-me com a primeira página do jornal Pretoria News que de forma tão subtil e certeira mostra, a quem quiser ver, aquilo de que ninguém quer falar. Lapso freudiano dirão alguns; mais que verdadeiro, direi eu.

Na primeira “cacha”, temos o apelo da família Pistorius para que Oscar não seja julgado em praça pública. Logo abaixo, a notícia da prisão de um famoso actor local, que espancou a namorada. A rematar a primeira página dois anúncios: o da esquerda, propõe a venda de armas de fogo; o da direita, promove uma carreira de tiro.

Ambos os anúncios se referem a armas legais, mas a verdade é que todas as armas ilegais começaram por ser legais. Igualmente verdade e comprovado é o aumento do factor de risco de morte que a presença de uma arma em casa implica.

Assim, quase sem querer, se apresenta talvez o problema que mais aflige os sul-africanos: a violência. Armada e doméstica.

Têm sido, nestas paragens, dias de tensão e pezar que nem o humor do comediante Trevor NoahAnd the Oscar goes to – jail” (twitter de 14 de Fevereiro) nem o cartoon de Zapiro conseguiram aligeirar.

 E eu, algo estupefacta pelo silêncio gritante que envolve a principal questão, recordo-me da ironia (quase profética) da Nike.

AL

 

Em jeito de adenda deixo o link de um documento sobre o femicídio na África do Sul, onde cada 8 horas morre  uma mulher assassinada pelo seu parceiro/marido/namorado/o que lhe quiserem chamar: http://www.mrc.ac.za/policybriefs/everyeighthours.pdf

publicado às 19:46

Politeísmo (4): libações

por jpt, em 26.02.13

publicado às 16:48


Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos