Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O melhor dos homens

por jpt, em 04.04.13

 

Está, ainda hoje, aqui ao meu lado. Este autocolante que trouxe das eleições (que momento!!) de 1994. Fui buscá-lo, verificá-lo, apalpá-lo, neste dia de boatos sobre a sua morte. O melhor homem? Não se diz isso. Mas com o melhor dos homens, com o melhor que os homens têm, isso com toda a certeza.

publicado às 23:02

  (pressionando a imagem ela aumentará)

 

Um dia muito preocupante aqui em Maputo, más notícias, péssimas, vindas do centro do país, a perturbar-nos desde a manhã. Que a paz, o bem comum mais precioso que existe, se sobreponha aos conflitos de ideias e de interesses. Neste alvoroço, relativo, não catastrofista, não alarmista, mas preocupado, no meio da tarde chegam-me sms, de patrícios amigos aqui vizinhos. Avisando algo agora apenas fait-divers.

 

E raramente como hoje se pode perceber o que é realmente importante, e o que é e quem é realmente tão "desimportante". Dizem-me esses sms, afinal tão pouco relevantes, "Relvas demitiu-se". Em casa aguarda-me esta imagem, da edição de hoje da Visão. Uma delícia privada, isso de tamanho eco à piada daqui que há dias aqui narrei. E exactamente no dia em que o nefasto ministro se demite do governo. No qual não deveria constar. Sorrio, claro.

 

Um sorriso pequeno. Depois regresso a mim. Ao desejo que a paz se mantenha sempre neste meu "país amado". E, também, que na minha longínqua "pátria amada" só os melhores ou, pelo menos, só os decentes governem.

 

Depois, ainda, lembro-me de que há para aí dez anos por cá conheci o Pedro Rosa Mendes, almoçou em nossa casa. Talvez alguém lhe possa dizer que hoje, apesar de ser um hoje assim difícil, alguém em Maputo lhe manda um abraço. Porque sim.

publicado às 18:39

Roubalismo?

por AL, em 04.04.13

Mais um seminário que se anuncia interessante:

Data: Terça-feira, 9 de Abril
Local: Anfiteatro 1502 da FLCS- UEM
Hora: das 10:00 ás 12:00h

Titulo  da Comunicação : Jornalismo Investigativo ladrão de método: Como o Jornalismo busca nas
Ciências Sociais o suporte metodológico para se transformar em Jornalismo Investigativo.

Orador: Milton Machel, Jornalista Investigativo IREX Moçambique

Resumo: Este texto explica como o Jornalismo Investigativo se inter-relaciona com as Ciências Sociais.
Partindo de definições universalmente estabelecidas do que é Jornalismo Investigativo, o texto ilustra
como este se apropria da metodologia de algumas áreas das Ciências Sociais - a Antropologia, a
Arqueologia e a História - para justificar a sua razão de ser como uma especialização do métier de
Jornalismo.

O texto argumenta que a investigação jornalística, no seu processo de apuração (metodologia) e na sua
construção narrativa (ângulos de abordagem) se assume ladrão de alguns métodos das ciências sociais,
buscando como exemplos os trabalhos de dois jornalistas internacionalmente reconhecidos, Ryszard
Kapuscinski e Gay Talese.

AL

publicado às 16:45


Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos