Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O fundo do desemprego é para isto

por jpt, em 19.05.15

 

Já toda a gente terá visto o filme (passou nas televisões, no youtube tem milhões de visitas). O civil adulto mais novo é do Benfica, um defeito muito generalizado em Portugal, e está ali com o pai (ou sogro) e com os seus petizes, todos nos mesmos propósitos, a pretexto de uma qualquer festividade.

 

O oficial da polícia (subcomissário, julgo que equivalente a tenente), irrita-se com ele - diz que foi cuspido (algo que, obviamente, merece mesmo que a priori). Não o detém, como deveria fazer em caso dessa afronta - apesar de ser ele próprio, mas porque está fardado -, e calmamente pois ali rodeado de tantos dos seus homens. Atira-o ao chão, arreia no bastante mais-velho que, reflexamente, procura ajudar o filho (ou genro), e logo regressa ao objecto da sua ira. Este no chão, e porque é homem corajoso, a primeira coisa que faz, descurando-se, é tentar afastar o filho mais novo dali. Mas é agarrado por trás, pelo pescoço, içado e logo atirado ao chão por um outro profissional da "ordem pública" (um tipo mais novo, armado, em forma física) enquanto o oficial saca do bastão e lhe bate, ele deitado por terra, rodeado e indefeso. Um dos filhos, criança, chega a juntar as mãos, implorando pelo pai, o outro mais pequeno é afastado e protegido por outro polícia (vá lá, não são todos malucos estes agentes).

 

São este tipo de imagens que provocam aquelas cíclicas ondas de violência nos EUA, a deixar cidades a ferro-e-fogo. Vá lá que por cá as coisas acalmam. Mas fica a óbvia conclusão: o fundo de desemprego existe (também) para isto. Para não deixar cair a família deste futuro ex-oficial da polícia na mais tétrica das indigências.

publicado às 09:33

nataniel ngomane.jpg

Nataniel Ngomane é o actual presidente do Fundo Bibliográfico de Língua Portuguesa, organismo sediado em Maputo e doutorado em Literatura, tendo estudado no Brasil.

 

NOTA: Encontrei este dístico no facebook. Assim sendo não tenho a referência relativa a estas declarações. E, falando francamente, sobre este tipo de suporte nunca se pode afiançar da sua veracidade. Mas conhecendo a clarividência do Nataniel Ngomane estou crente que corresponde ao seu pensamento.

 

Adenda: RH deixou nesta caixa de comentários o local destas declarações, retirando qualquer sombra de dúvida - constam de uma entrevista concedida ao sitio da União de Escritores Angolanos.

publicado às 09:03


Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos