Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Referendum

por mvf, em 05.07.15

_83930546_greref.jpg

 Caraças! Teria enorme dificuldade em votar Não ou Sim...Não se percebe nada mas estou em crer que não dominar o Grego, o idioma, não é uma vantagem, não ajuda.

Depois há uma pequena questão quanto à fórmula do boletim. Nisto de referendos é usual a ordem de escolha ser "sim" e não" enquanto neste caso boletim de auscultação apresenta o contrário. Sugerem alguns, presumo-os especialistas em mensagens subliminares e teorias de manipulação de massas, que, e desta forma, o governo marxista-leninista com nazis e nacionalistas extremos à mistura escolhido pelo povo (que pretende o OXI/ NÃO e disso não fez segredo) inclinaria a vontade dos eleitores para o seu lado. Talvez sim, talvez não, mas em qualquer caso não seriam os primeiros a utilizar técnicas sorrateiras para obtenção de resultados. O próprio Adolf Hitler, também ele escolhido democraticamente, levou a cabo um referendo em 1938 em que se pretendia saber a opiniao do alemão quanto à integração da Áustria na então pensada Grande Alemanha. De notar que o referendo falava de reunificação. O velho Adolf conseguiu que 99,7% do povo alemão escolhesse o "sim". Aqui fica o boletim, um documento histórico de democracia em acção:

_83942979_hitlerref.png

 

publicado às 14:04

Maria de Belém à presidência

por jpt, em 05.07.15

maria de belém.jpeg

 

 

No café folheio os jornais. Num deles a notícia é que "algum" PS, enunciado por José Lello, o ordinaríssimo antigo governante e amigo de Valentim Loureiro, se prepara para candidatar Maria de Belém Roseiro à presidência da república. Nem sei se é verdade mas fico alvoraçado. Uma mulher repugnante, uma política execrável. Enfim, na linha do que é o partido socialista.

 

Lembro-me de um enojadíssimo postal que escrevi há 11 anos. A lembrá-la, aquando da sua visita a Moçambique como ministra da Saúde do governo de António Guterres. Entre outras tropelias acompanhada de uma vasta comitiva de jornalistas, pagos pelo Estado português para "noticiarem" os inexistentes feitos da senhora ministra em viagem. E que intervalaram os labores com uma visita turística organizada e paga pelo representante das indústrias farmacêuticas. Uma coisa imunda, a mostrar bem a quem servia a ministra. O postal está aqui, escrito com o estilo blogal de então.

 

É este "género" que aquele partido se prepara para candidatar? E depois o tipo de "direita" é o enojado exaltado.

publicado às 01:23


Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos