Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Rosto, de Armando Artur

por jpt, em 28.11.04
O Rosto

O rosto e o tempo
Cruzam-se num espelho
Rachado. E dialogam.
É uma conversa de surdos.
O rosto e o tempo divergem
Na mesma vertigem do absurdo.
Ambos não se reconhecem.
(Ah, tão misterioso este rosto,
Tão plácido este tempo,
Tão cruel este espelho)


Armando Artur

(Imagem Passa Palavra, Porto, Identidades/Gesto/Faculdade Belas Artes)

publicado às 01:31



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos