Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




No muito apreciável Blogame Mucho o Besugo defende o Polga (coitado, diz ele) e (quase) empresta o Beto ao Estrela da Amadora. Enfim, discordo mas que fazer? Por exemplo ler com atenção o dito blog.

Regresso ao fim (ao hoje) e a Lolita com sarcástica prosa sobre o "estado da nação" portuguesa, bate forte e feio no "populismo da coligação, "no Vitorino (a) pensar por Sócrates", no Marcelo "espécie de Pelágio intelectualizado", no "Cavaco Silva" exarcebado, no Sampaio pois "Maquiavel está mais actual do que nunca e Sampaio agradece. Sai pela porta grande, de Janeiro a um ano", e no "que remanesce [pois] são bloquistas e populares, coloridos e inconsistentes, activistas dos gritinhos ensaiados e das patetas lições de vanguardismo e/ou de reformismo".

Bela prosa. E até ironiza "Mas em política importantes são os fins, não os meios.". Assim de repente parece que não fica pedra sobre pedra, é malhar nesse Estado da Nação. Como convém, não há nada como os livre-pensadores.

Depois sigo ecrã abaixo, direcção dos dias passados, e ei-la, súbito teorizando que "Mas em política importantes são os fins, não os meios.". Blogando assim "Fidel é um ditador, mas não é um mau ditador: é um ditador puro. Com o que isso tem de mau, também. Forcem-no, nada conseguem. Respeitem-no, reparará erros".

Ah, afinal é isso! (volta-se ao post acima e, claro, claro, faltava algo, aquele algo.). Não há dúvida "Maquiavel está mais actual do que nunca..." como afirma. Vê-se, com esta retórica.

Fico-me com esta, a da semana. Fidel, o Puro. Os princípios bons e os meios que se lixem. E depois, do cimo de tanta moral, de tão bons princípios toca de dar porrada nos outros. Impuros, claro está. Que coisa...Passo.

publicado às 12:42



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos