Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Nesta rubrica semanal "Templos" o trovão The Clash (Joe Strummer) já foi lembrado: um concerto de 1980 em Paris, e um excelente documentário, o Viva Joe Strummer. Continuando este serviço público de pedagogia iluminista, tentando despertar as moucas orelhas, dessas do tipo que acham que um rapper racista é uma voz dissonante a elogiar ou que um travesti barbudo é acção política, aqui fica um terceiro fillme, "escavando" (como fica bem dizer em algumas ciências sociais)  na grã-música, pontapeadora. Anos depois de ter rebentado os The Clash (e ainda bem, seria um oxímoro que o grupo máximo do punk não tivesse explodido), Strummer fez este delicioso grupo dedicado ao culto do mescal. Depois morreu-se, depressa demais.

publicado às 18:17



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos