Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




...

por jpt, em 05.02.07

"Esse tédio, que sobrevive até hoje ... quantas vezes leva à acrimónia e à lamentação, especialmente nesses jantares de expatriados onde não se ouve o mínimo sotaque italiano e em que o tema da conversa é, inevitavelmente, a ineficiência italiana, a burocracia italiana, a inflexibilidade italiana ... E, no entanto, nesses jantares frequentemente chega um momento em que me apetece erguer a mão e perguntar: "Bom, mas se detestam tanto isto aqui, por que é que não se vão embora?"

(David Leavitt, Florença. Um Caso Delicado. Lisboa, Asa Editores. 2004, pp. 38-39. Tradução de Teresa Casal)

Nota: o livro serve para esta transposição que espero explícita (e para mais uma citação de Henry James, destinada a outro texto). De resto é insuportável. Bacoco. E ferverosamente provinciano. As Edições Asa espetam na capa, sob a foto da ponte célebre na óbvia sépia, um exemplo-mor de publicidade enganosa: "Um passeio inigualável pela mais bela das cidades de Itália". Afinal um mero passeio literato sobre a história dos anglófonos e sobre os anglófilos homossexuais nos dois últimos séculos. Os tiques do "ensaio"colonial estão lá todos. Antes um guia Michelin.

Talvez por mera associação de ideias geográfica lembrou-me um livrinho, "Miguel Angelo", esses dos 5 euros cada, boas reproduções, da Taschen. Entrecortando as belas imagens um texto do princípio-ao-fim provando que o artista era homossexual (já não demonizando, agora louvando). "Ok, ok", mas haverá algum problema nisso, assim a exigir tanta palha?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:07


2 comentários

Sem imagem de perfil

De AMC a 07.02.2007 às 00:05

Por acaso desconhecia este. Já de 2004!
Ao que dizem o de Carey sobre Sidney e o do meu muito estimado Banville, neste caso sobre Praga, são imperdíveis.
Curioso, nunca li nada de David Leavitt, será que vale a pena, JPT?
E depois de ler este texto, com menos vontade fiquei. Se há coisa que me irrita é a dita literatura panfletária (há quem diga a de causas), seja sob que pretexto for (salvo honrosas excepções, como o exemplo que hoje dei no meu blogue).
Um abraço,
André
Sem imagem de perfil

De JPT a 07.02.2007 às 07:14

este livro nao me agradou. nao o acho panfletario, em sentido estrito. mas um tipo meter-se a escrever um livro sobre florença, ameaçar isso, encerrar-se num registo sobre florença como coito de uma elite homossexual literata inglesa e acabar por dizer que podia ter escrito outra coisa, é uma mera parvoíce. O must é a inexistência de detatalhes paisagisticos, entenda-se, os italianos florentinos.

panfletario sim o livrito que lembrei sobre miguel angelo. reduzir o homem a homossexual é tudo o que ali brota. nao ha paciencia para estas boas causas, concordo

comentar postal



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos