Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Acerca do Memorialismo

por jpt, em 14.01.10
Novidades editoriais hoje adquiridas. Tudo coisas do memorialismo (e biografia), assunto em discussão no ma-schamba daí que apresento os livros antes de os ter lido:

Pachinuapa

[Raimundo Pachinuapa, Marina Manguedye, A Vida do Casal Pachinuapa, Maputo, JV Editores, 2009]

Moiane

[José Phahlane Moiane, Memórias de um Guerrilheiro, Maputo, King Ngungunhane Institute, 2009]

Bragança

[Sílvia Bragança, Aquino de Bragança. Batalhas Ganhas, Sonhos a Continuar, Maputo, Ndjira, 2009]

jpt

publicado às 01:21


4 comentários

Sem imagem de perfil

De VA a 14.01.2010 às 02:35

Para uma compreensão não parcial do fenómeno esta entrada era, obviamente, inevitável.
Sem imagem de perfil

De ABM a 14.01.2010 às 03:03

Sobre o primeiro, já li uma recensão de Maputo que foi mais ou menos demolidora - digamos que acusa esta memória de ser digamos que selectiva.

Mas os problemas de escopo e dos detalhes são tão comuns em Moçambique como as nossas discussões domésticas sobre o memorialismo colonial. É preciso entender que a mesma geração moçambicana está no poder sem interrupções há 45 anos. Melhor que isto só o velho PRI do México.

Sobre o do meio não sei nada. É sobre o quê? a fase da guerrilha da Frelimo?

Sobre o terceiro, as críticas que li são muito favoráveis e creio que este pode ser um documento relevante sob o ponto de vista histórico. Aquino de Bragança é uma figura a estudar se se quiser entender o processo da luta pela independência e o que se seguiu. A sua viúva, D Sílvia, tem feito um trabalho meritório de acumulação de informações. Ela tem un site muito simpático na internet com fotografias de várias fases da vida pessoal e política de Aquino, que morreu na queda do avião que também vitimou Samora Machel em 1986.

Não estando em Maputo, não tive chance de comprar, mas há-de chegar o dia.
Sem imagem de perfil

De AL a 14.01.2010 às 07:52

Mas as memorias nao sao todas selectivas? (diz ela com um sorriso provocador)...
Sem imagem de perfil

De jpt a 14.01.2010 às 08:21

Como referi no texto comprei os livros e coloquei-os aqui, pois vinham a propósito da "ordem de trabalhos" - como tal ainda nada posso adiantar sobre o seu conteúdo.

Estou como a AL (e tenho insistido nisso), as memórias são todas selectivas (e construídas). É esse o seu interesse - o de serem várias faces do "objecto" (quasi-infinito). E nesse sentido muito interessante é entender tanto o que dizem como o que não dizem.

comentar postal



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos