Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




bulgakov-recits3 

"Récits d'un jeune médecin" inclui sete contos, seguidos de "Morphine" e ainda "Les Aventures Singulières d'un Docteur". O conjunto pode ser lido como linha biográfica do dr. Bomgard, a personagem central, um registo auto-biográfico do início da carreira de Bulgakov, antes médico de província e depois integrando num exército russo branco no Cáucaso . Os sete contos iniciais narram a experiência de um jovem médico recém-formado e enviado para uma longínqua e paupérrima zona. O crucial é a apologia do saber experimental, de como a teoria aprendida (e o estudo constante) apenas corporiza no trabalho de campo (ali insano). É a apologia da modernidade, diante de todas as maleitas o médico apenas intenta curar, combater a ignorância popular feita destemor. É um tempo que não inclui qualquer relativismo, nenhuma sedução pelos saberes locais, a serem combatidos, nem pelas gentes cuja ignorância lhe repugna. "Morphine" é um texto lindissimo, cruzando o vício com a solidão, um desespero que será melhor prosa de Bulgakov.

Tudo se passa de 1917 em diante e é interessante ler estas histórias do ideal modernizador cruzadas com o eco muito distante e até insignificante da revolução de então - explícita a distância face à revolução em "Morphine", onde as preocupações pessoais emudecem os tais dias que noutros "mudaram o mundo" -, uma separação nada inocente. O enigmático final de "Les Aventures ..." deixando o distante médico possivelmente como desertor, refugiado na Argentina, é significativo do afastamento do autor ao tom de então.

Não sei se está traduzido em português (a net por vezes é um labirinto, e os títulos das traduções muito pouco fiáveis). Mas é livro que mais do que justifica uma edição.

publicado às 00:06



Bloguistas




Tags

Todos os Assuntos