Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reinaldo Ferreira

por jpt, em 12.10.09

reinaldo-ferreira

[Reinaldo Ferreira, Poemas, Vega, 1998]

No meio destes últimos textos que têm evocado Amália Rodrigues, e suas passagens por Moçambique, o ABM ecoou a sua surpresa por ter agora sabido da origem laurentina da célebre canção "Uma Casa Portuguesa", da autoria de V.M. Sequeira e Artur Fonseca (música) e Reinaldo Ferreira (letra) . E esta lembrança do poeta Reinaldo Ferreira (1922-1959), que residiu em Moçambique desde 1941, trouxe-me da estante esta relativamente recente edição (1998), dita integral, da sua poesia. Amputada - por razões não explicitadas - dos textos de Eugénio Lisboa que acompanharam as primeiras edições de "Dispersos" e de "Um Voo Cego a Nada", este livro conta com um texto sobre o autor (muito de época) da autoria de Guilherme de Melo e reproduz um estudo de José Régio sobre a poesia em questão. Vale a pena ir ler este que foi, como diz Guilherme de Melo, "o mais europeu dos poetas portugueses acontecidos em Moçambique." - uma frase óptima até para fugirmos às sempre recorrentes questões das geneologias literárias e respectivas pertenças.

Deixo aquele que será o meu poema preferido do livro:Receita para Fazer um HeróiTome-se um homem,Feito de nada, como nós,E em tamanho natural.Embeba-se-lhe a carne,Lentamente,Duma certeza aguda, irracional,Intensa como o ódio ou como a fome.Depois, perto do fim,Agite-se um pendãoE toque-se um clarim.Serve-se morto.jpt

publicado às 02:03


comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos