Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os bonecos perigosos

por jpt, em 18.11.10
[caption id="attachment_15908" align="aligncenter" width="364" caption="Vassili Tchevtchenko, velho comunista esclarecido"][/caption]

Cruzo a companheira AL a comentar, com a simpatia que a caracteriza, num mural do facebook. Ali se apela à atenção dos portugueses "Portugal Open Your Eyes", que poderemos estar na mira de um conspiração internacional de pedófilos. A AL apela à calma, ela doce gabando o imaginário infanto-juvenil. Vou ver o que é: um mural de alguém que se reclama (soletrando tudo) cristão, católico, apostólico, romano. Está cheio de ligações para documentos da igreja católica. E de ligações para sítios com iconografia nazi (Hitler inclusive) e "gostos" da página de Haider. Uma coisa tão explícita que nem sequer típica. Ou pelo menos atípica no mundo a que estou habituado. [Adenda: comentários posteriores e mensagens que recebo (educadas, frise-se) explicitam: está-se no contexto dos "revisionistas", a imagem actual de Hitler e do nazismo é vítima por ter sido fruto do discurso dos vencedores. Já terei eu atentado nisto, alertam-me até pedagógicos? E no meio disto os crucifixos não caem das paredes nem as pias de água-benta se turvam ...].

Mas é este mundo que se agita. E que influencia a pequenina-burguesia (nota-se esta pelos textos muito mal escritos, ortografia e sintaxe; pelos visuais muito ordinários - senhoras vestidas de cópia de leopardo, juro, como autoras de alguns dos gemidos mais reproduzidos sobre o grande papão fálico, tão voraz que ele é). Notável como uma brincadeira, a fazer recuperar valores e símbolos do imaginário e da literatura, de repente faz regressar a história, o habitual. Os espantalhos agitados pelos nazis, a receptividade imediata do lumpen-urbano, sempre aterrado com um mundo que incompreende por não dominar. E, como quase sempre, a conivência da esquerda irreflectida, torturada pela sua crença no demónio Capital Alienador (agora no seu avatar pila longa pedófila).

jpt

publicado às 14:41


4 comentários

Sem imagem de perfil

De jpt a 18.11.2010 às 15:10

Não é bem só isso, VA. Se fosse nem valia a pena olhar, era apenas a pose habitual. Assim a correr, entre as outras coisas (e também porque tenho 4 mil e tal ligações, o que é um universo já interessante) deu para apreender um pouco, assim superficialmente, das dimensões ideais que estão aqui. Bem mais do que a sobranceria pseudo-adulta da pequena intelectualidade (até académica) ou burguesota
Sem imagem de perfil

De jpt a 18.11.2010 às 15:13

E é claro que já me dizem que ser democrata (e não ser servil) é saber aceitar todas as ideias e imagens. Até Hitler (qual o problema?). Não é novo, é recorrente. Às vezes tem fundo ideológico, mas na maioria dos casos é mesmo ignorância, o tal lumpen.
Sem imagem de perfil

De VA a 18.11.2010 às 14:59

Sim, porque intelectual que se preze não se "enboneca". Quanto aos "outros", esses estranhos seres que desprezam o lúdico e se sentem ameaçados com o divertimento alheio, que se danem. Metem nojo!
Sem imagem de perfil
[...] Abaixo, e mais abaixo, referi o mundo nazi que agita o demo pedófilo. E tem nisso um eco espantoso – alimenta-se do pavor mas acima da ignorância. As pessoas não só desconhecem o real, ao qual assistem via uma TV hiperbolizada e gritada (e nisso vem a mania de escreverem em maiúsculas) como também são informaticamente iletradas. Assustam-se face a um hipotético perigo mas não utilizam as funções de privacidade, fáceis, não se cuidam nem cuidam dos seus. Expõem os filhos e os netos (até nas fotos de perfil, acessíveis a milhões e milhões de pessoas), expõem as famílias, os amigos, as festas, “identificam-se” nas fotografias e deixam que estas sejam visíveis. O que se passa na cabeça das pessoas? São info-analfabetas, histriónicas, papam as teorias da conspiração (estas têm a atracção de serem “infalsificáveis”, como diria Popper, e daí retiram o seu sucesso). Mas para além disso são (muito, mas mesmo muito) reaccionárias (mesmo que venham com os ícones libertários atrelados às caudas). [...]

comentar postal



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos