Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A tragédia de Chitima

por jpt, em 12.01.15

costa_dos_murmurios.jpg

 

A agora acontecida tragédia de Chitima (no Songo, província de Tete) é avassaladora. Os mortos já são 63 e o número tende a subir, com inúmeros hospitalizados. Tudo provocado pela ingestão, em festividade, de pombe, bebida artesanal com base de mapira (sorgo). Um tambor de 200 litros no qual foi misturado um qualquer produto letal. Face a uma desgraça destas convém não especular, e não deixar de fora a possibilidade de um qualquer intuito criminoso. 

 

Mas a ideia que logo brota é outra, é de que terá havido um outro objectivo, o de incrementar a "força" da bebida. Lembro bem do que me avisavam, repetidas vezes, quando cheguei a Moçambique: para nunca consumir bebidas alcóolicas destiladas artesanalmente cuja confecção não tivesse acompanhado. Pois havia o hábito, antigo, de lhe associar múltiplos produtos, por exemplo pilhas, para aumentar o "coice". Terá acontecido isso? Terá sido, pelo contrário, algum produto corrompido? Julgo que em breve se saberá, mas isto é uma verdadeira desgraça.

 

E lembra-me, claro, as páginas iniciais do romance de Lídia Jorge, "A Costa dos Murmúrios", que narra (presumivelmente assente num acontecimento que a autora terá acompanhado na época) uma desgraça similar, um carregamento de alcool que matou inúmeras pessoas na Beira colonial dos tardo-1960s. Belas e terríveis páginas. Para acompanhar este luto.

publicado às 20:46



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos