Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Para que não se diga injustamente que sempre que tenho oportunidade venho para aqui criticar o secretário-geral do Partido Socialista, fica um exemplo que assim não é, mostrando até o maior regozijo pela campanha verdadeira que nos dá confiança na alternativa que propõe.

desempregada_770x433_acf_cropped.jpg

A mais recente série de outdoors que Costa apadrinha apela naturalmente ao voto no PS e à subsequente formação de governo com ele como 1ºministro, é inovadora na sua mensagem: Em vez das (muitas e habituais) promessas vãs - lembra um amigo numa infrutífera manobra visando evitar que eu viesse agora aplaudir esta iniciativa propagandística, que Costa jurara publicamente e entre outras coisas que eventualmente não terá cumprido como a tolerância zero ao mau estacionamento, coisa de somenos importância, levar o mandato como presidente da Câmara Municipal de Lisboa até ao fim mas que se baldou a meio... - o PS ensaia uma espécie de auto-crítica em grande formato com a verdade como destaque.

António Costa vem garantir que esta senhora, até agora ilustre desconhecida do país que pretende governar, está desempregada sem qualquer apoio estatal desde 2010, tempo em que Portugal tinha como primeiro ministro o seu antecessor no PS, o Engenheiro José Sócrates não esquecendo que ele próprio, tinha sido ministro e era o nº2 do Largo do Rato. 

Louva-se aqui a intenção da campanha exaltando a coragem de Costa, mesmo correndo o risco que alguns carregados de animosidade pelo efusivo apoio que o António demonstrou ao Syriza, venham dizer que isto não se faz ao antigo timoneiro socialista preso em Évora e de quem António para além de correligionário diz ser amigo, e que outros, confusos, pensem que esta campanha é paga pelo PPD/PSD para desgraçar a credibilidade do homem.

A verdade como o azeite vem sempre ao de cima.

 

 

publicado às 01:25


3 comentários

Imagem de perfil

De jpt a 07.08.2015 às 09:06

Independentemente de outras considerações de índole política (até porque hoje é o dia do sorteio do play-off da liga dos campeões, algo que me monopoliza a atenção): o cartaz é mesmo verdadeiro ou é daquelas brincadeiras que andam por aí a gozar a campanha do PS? É que se é mesmo verdadeiro algo de grave se passa ali naquela sede ao lado do excelente [e barato] restaurante "Quatro ao Rato" (muito recomendável, já agora, e isto totalmente para além de quaisquer derivações político-partidárias)
Imagem de perfil

De mvf a 07.08.2015 às 09:23

O cartaz é verdadeiro...
Imagem de perfil

De jpt a 07.08.2015 às 09:27

Talvez não no sentido imediato que lhe dei. Se calhar, e espero bem que assim seja, talvez seja mesmo no sentido que lhe dás: o PS aproveitando esta campanha eleitoral para proceder a uma auto-crítica. Saudemos pois este cartaz (e com toda a certeza os futuros cartazes e discursos no mesmo eixo) para algo tão necessário. Se assim for, se isto for mesmo o encetar da auto-crítica ao seu modo de fazer política e governar, não me repugnará considerar o meu apoio (parco, aquele do voto). Mas se não for isso .... só dá mesmo para lamentar.

comentar postal



Bloguistas




Tags

Todos os Assuntos