Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Agora que o ABM regressou, em rescaldo ao Mundial de futebol sinto-me legitimado para mais uma entrada sobre o assunto, que tinha ficado para trás. Sobre as relações entre o Império Romano e o campeonato mundial de futebol. Permanências históricas que me surgiram quando, chegado a Lisboa, encontrei no jornal "A Bola" uma fotografia mostrando Juan Carlos Bourbón, rei de Espanha, saudando Vicente Del Bosque, centurião, perdão, seleccionador espanhol. E não resisti a recortá-la, pois logo me lembrei de Julius Cesar, primeiro imperador* de Roma, aquando das suas campanhas de pacificação na Hispânia.

 

 

 

* O leitor Lowlander, aqui comentador residente, lembra-me (nos comentários), e com toda a razão, que Júlio César nunca chegou a ser imperador em Roma. Na caixa de comentários estão algumas ligações sobre a matéria, comprovando que assim é no sentido que hoje damos à palavra (posto). Corrijo o texto chamando-lhe o primeiro (e último) proto-imperador de Roma.

 

jpt

publicado às 14:23


1 comentário

Sem imagem de perfil

De jpt a 04.08.2010 às 17:40

Agradeço a atenção, muito acertada diga-se [e foi essa sua mania de se tornar vitalício que levou outros, até o tal Brutus àquilo que o imortalizou] - mas, se não me engano, César também não fez campanhas de pacificação na Hispânia ... o texto está no regime asterixiano (mas para não pensar que passo ao lado fez-me pensar, estou convicto que goscinny o apresentou como imperador mas tenho que ir confirmar - levará bom tempo, presumo)
abraço

comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Bloguistas




Tags

Todos os Assuntos