Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O vencedor d'amanha:

por jpt, em 03.10.15

PS.bmp

Muitas sondagens a dizerem os coligados vencedores. Nada disso, creio. Que poucos votos os separam dos socialistas. E sabe-se que o partido Livre vai afinal muito pequeno, tanto como aqueles nazis do PNR (a mostrar que Portugal nem vai Hungria nem o blog Barnabe). E que assim aqueles poucos votantes se deslocam para o PS - e sabendo que a almejada secretaria de estado e/ou os alguns postos acontecerao, na abertura aos "independentes". Pouca coisa de votos, certo, mas sempre uns pozinhos. E alguma gente que votou no BE nas sondagens, agora a doer, depois de proclamado o voto afectivo, no domingo eleitoral transitara para o PS, o tal de voto util para derrotar a direita - ate porque aquela tatuada, deputada porque lesbica, ja veio dizer que evitar o voto-PS surge anti-patriotico. O mesmo, ainda que menos, acontecera ali entre os simpatizantes (e, se calhar, entre militantes) do PCP (dito CDU), a engolirem as ras (como escreveu Tavares no Publico) e a votarem no Antonio Costa para derrotar a direita. Talvez nem sejam muitos mas bastam algumas franjas da votacao nacional para inverter o resultado das sondagens. Assim acontecera. Sublinhado por aquilo de muitos votantes na coisa PaF estarem feridos, zangados, e se ... "afinal ja se ganhou fica-se em casa, os outros que votem nestes malandros que nos tiraram reformas e empregos".

 

E estou certo disso fundamentalmente por causa da inflexao havida na campanha de Antonio Costa. Li que nos ultimos dias se afastou da heranca de Socrates, dizendo que o seu programa nao assenta nos investimentos publicos. Mais vale tarde do que nunca este deslacar com o ex-primeiro-ministro. Costa quer que se pense que longe vao os tempos em que, recem-chegado a secretario-geral, colocou Ferro Rodrigues, novo chefe da bancada parlamentar, a reclamar a heranca da politica de Socrates. Ferro, que tem andado calado nesta campanha, prestou-se a isso - e eu lembro-me bem daquela catastrofica saida de Pedroso da prisao, indo directo para a Assembleia (foi preso na Assembleia, sera libertado na Assembleia, terao pensado). Lembro-me da sua apoteotica chegada ao edificio, abracado pelos colegas PS e de entao Socrates se ter feito filmar, isentando-se da festividade, retirando-se de cara fechada, com a necessaria gravitas, sem qualquer solidariedade. Depois apeou a direccao de Ferro. Este, decerto que bom homem, prestou-se agora a esta ignominia, talvez por isso ande algo calado. E espero que acabrunhado.

 

antonio costa and jose socrates.jpg

A gente esquece-se, como Costa quer, que quando ha tempos Socrates voltou a Tormes, vindo de Paris, para comentar na TV publica, os nossos socialistas (e os amigos e familiares) foram ao bau buscar as maravilhas do PEC 4, saudaram-no como grande estratega, e invectivaram os opositores de tal caminho (Teixeira dos Santos tambem?).

 

A gente esquece-se que Eduardo Lourenco veio despoluir Socrates no prefacio ao livro deste, chamando-lhe "Senhor Engenheiro" com as maiusculas todas, querendo limpa-lo da vil aldrabice estudantil - vi o anciao na semana passada na apresentacao de um livro na Gulbenkian, onde estava a catedra "Eduardo Lourenco" de Italia, e apeteceu-me ir-lhe perguntar se nao tinha vergonha, se um homem na idade dele precisa de fazer estas sabujices. Mas "fica mal", nao fica mal escrever "Senhor Engenheiro" daquele escroque mas fica mal interromper os elogios ao douto ensaista. Espero, mas duvido, que ao menos os sacerdotes lourencianos nao se esquecam de integrar o desonesto prefacio que ele escreveu nas "ne variatur" que andam a colectar e editar.

 

A gente esquece-se, quer Costa, que o PS mandou fazer um congresso de literatura e abriu-o com uma conferencia do especialista Socrates,  dedicada a Rimbaud, que era o inicio de uma obvia estrategia para dar a Jose Socrates o tom (a patine, dizia-se) culto apropriado ao proximo Presidente da Republica, tudo isso ja com o tal embrulho em papel dourado "Eduardo Lourenco"..

 

A gente esquece-se, porque Costa quer, que o projecto socialista foi ganhar "uma maioria e um presidente", Costa e Socrates, e a continuidade da politica economica e social populista, e do estado patrimonial (como a Camara de Lisboa tem sido quase-pequeno laboratorio).

 

A gente esquece-se disso tudo. Por isso mesmo segunda-feira vai ser dificil, aziaga. Mas convem vive-la bem, sem stress. Porque os quatro anos posteriores serao muito piores. Sera um fartar vilanagem. As pessoas, os compatriotas, o quiseram. O querem.

 

O melhor mesmo sera partir para terras onde os teclados de computador nao tenham acentos. Boa sorte para todos!

 

publicado às 11:24


comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos