Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pão, circo e aldrabices

por mvf, em 23.10.14

1012885_708288119263770_1591879972812350670_n.jpg

 

Não aprecio roubos, furtos, assaltos ou pilhagens e, por maioria de razão, quem os pratica, os seus mandantes e receptadores.

JPT já fez no ma-schamba uma breve alusão ao jogo de futebol Shalke 04 - Sporting, com os alemães a ganharem a partida por 4-3, bem como muitos outros mais conhecedores que eu dos meandros dos balneários, se pronunciaram sobre a pouca-vergonha havida nos jornais, rádios, televisões e nas agora em moda redes sociais, incluindo o director de futebol do clube alemão que ironicamente falou dos chamados árbitros de baliza que habitualmente não vêem porra nenhuma, mas que neste caso um deles viu o que não existiu, ditando o inglório e injusto resultado final.

10689832_708164842609431_5673865338236870002_n.jpg

Ora, estou irritado, já passaram mais de 24h sobre a roubalheira e o estado não passa e daí escrever o que me parece e apetece agora. Mais pelo estado geral do Futebol do que pela derrota, devo dizer.


Perder não deslustra quando se faz o que se pode, quando o adversário é superior ou mesmo quando a sorte ( ou a falta dela...) se verifica. Já perder porque o campo é inclinado por quem tem a obrigação de o manter nivelado - e o mesmo se pode dizer quando se ganha... - eis coisa que sempre me desagradou. No jogo em Gelsenkirchen como noutras ocasiões, e muitas aconteceram em competições domésticas, em que o nível de incapacidade - modo simpático para designar a actuação dos árbitros principais e auxiliares - se equivale, o jogo deixa de o ser para se transformar numa combinação favorável a um dos contendores e isso, por desvirtuamento, irrita-me solenemente. Gosto de Futebol e muito. Tanto que ao ver o que se vai passando, sinto uma espécie de desgosto, uma angústia, porque a desconfiança do pré-preparado atrapalha o gozo do entretenimento dum desafio e a incerteza dos resultados que sempre se espera favorável às nossas cores e, mesmo que não se passe assim, não é, finalmente uma questão importante: um jogo é só um jogo. E é isto, trata-se só de um jogo, não é morte de homem (pelo menos, não são habituais tão funestas ocorrências...) nem é a bola que paga as contas, mas é uma enorme maçada, uma chatice e não há volta a dar já que se estraga o espectáculo por interesses que se suspeita passarem muito além do interesse directo dos clubes desportivos ( e não, não se passa só no Futebol...). Em Geselkirchen tratou-se de uma aldrabice organizada. São demasiadas coincidências para outros tantos "erros" com um resultado que com o decorrer do jogo não se adivinhava mas que quem esteve mais atento às filhas-da-putice dos apitadores russos podia pressentir. O campo inclinou-se desde o apito inicial para o lado alemão, aliás, russo-alemão. Foi tão patente como indecente.Para não se falar de coincidências que muitas vezes podem muito bem ser só isso, deixa-se aqui para memória futura, e irritação ( e lamento...) actual aquilo que sem margem para interpretações são, de facto, interesses que se prefiguram conflituosos mas que, apesar de tudo, são coincidentes, e, sem querer entrar mais do que isto em questões político-estratégicas, leia-se a questão da Crimeia e a débil e habitual posição da União Europeia que ameaça mas não cumpre, fala mas não age, declara embargos e limitações a tudo o que à Rússia diz respeito, que permite entre outras situações, que a UEFA e clubes europeus, quero dizer clubes de países pertencentes à União Europeia, sejam subvencionados pela Gazprom, uma empresa estatal russa sediada em São Petersburgo, terra natal de Putin. Claro que muitos verão nisto nada mais que uma teoria da conspiração, mas vejamos uma pequena amostra dos patrocínios "dados" pela Gazprom que sem querer ser conclusiva é, no entanto, significativa:

- Liga dos Campeões/ UEFA

2422_242eb1b.jpeg

- Shalke 04 ( o presidente do clube, Herr Tonnies é, tanto quanto se diz, próximo de Putin e a agremiação recebe uns míseros 17 milhões de Euros anuais. A parceria já vem desde 2007)

gazprom_sport_teaser1_foto.jpg

 

- Federação Russa de Futebol (que controla a arbitragem)

10731016_990955027588730_4873980313551615047_n.jpg

 

Ainda no capítulo "Coincidências e mais um par de botas", temos que a equipa que apitou vergonhosamente o Shalke 04 - Sporting Clube de Portugal era russa, chefiada pelo Sr. Karamasev, um especialista.

9356b03c636dfa1d08153452c3a9a8f2.jpg

 

Não tendo dotes divinatórios sobre o armagedão e coisas assim, quer-me parecer que se o programa não se alterar este é o fim dos tempos do Desporto dito rei - o Futebol - tal como deve ser e que pior ou melhor praticado com as suas (poucas) regras simples, continua igual em qualquer latitude, não se podendo dizer o mesmo acerca dos negócios que à volta dele gravitam. Mistura-se a politiquice e temos definitivamente a burra nas couves e eu fora dos estádios.

7335617060090903747.png

 

Pergunte-se a Blatter da FIFA e ao gaulês Platini da UEFA sobre o que realmente os move e explique-se-lhes que o povo não gosta de pão bolorento e circo de província.

 

 

 

publicado às 15:15


comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Bloguistas







Tags

Todos os Assuntos