Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Jimmy Hagan

por jpt, em 23.01.12

As declarações do presidente Cavaco Silva (que de modo absolutamente original exerce as suas funções em regime de "part-time") sobre a(s) sua(s) reforma(s) lembraram-me o até mítico treinador Jimmy Hagan. Que há 40 anos não só tanto venceu em Portugal como introduziu no país o seu vigoroso e letal "no commments".

jpt

publicado às 03:38

A guerra do ultramar

por jpt, em 20.03.11

 

Sou patriota, gosto de ser português e esforço-me para o ser da melhor forma que consigo. Não é a minha única pele mas é a minha pele. Não sacralizo isso de ser português, ocorreu-me e é uma, constante, opção. Mas faço-a, e é-me bom fazê-la. E agradeço-a, nela creio. Razões que ultrapassam a razão, talvez. Não sou um agnóstico da Pátria (ainda que não tenha paciência para patrioteirismos), esse requebro que se quer elegante de Luís Januário. No restante sobre as declarações de Cavaco Silva sobre a guerra colonial enquanto "defesa de Portugal", aplainando a história (ainda que o discurso não seja uma completa inanidade), concordo em absoluto com o Luís Januário. E é essa diferença entre nós que faz a minha indignação ser maior. Ou melhor dizendo, arrogância minha?, mais justa.

 

Para os patrioteiros que do baixo da sua ignorância arrogante e cobarde por aqui aparecem a defender as palavras que um assessor semi-letrado escreveu fica o desafio: antes de desfraldarem o estandarte de São Jorge esclareçam a plebe sobre o que é "etnia africana". Pois um Presidente da República não tem o direito de ler (ler, não é dizer, é ler) asneiras.

 

jpt

publicado às 23:31


Bloguistas




Tags

Todos os Assuntos