Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Perec e Moçambique

por jpt, em 25.12.10

[Georges PerecUm Gabinete de Amador, Presença, 1993 (Tradução de Maria Jorge Vilar de Figueiredo)]

É uma maravilha, pequena pois curta é a narração sobre o mundo, falso, falsificado e falsário. Nela Perec recorre à excêntrica, e fabulosa, figura do marinheiro Benjamin Morrell, conhecido exactamente por efabular, por "falsificar" suas viagens, o real de então.

"O segundo quadro intitula-se Perdidos no mar de Weddel (anónimo, Escola americana, século XIX) e retrata um episódio dramático de uma outra expedição americana, a de Benjamin Morrell. Entre 1823 e 1839, Benjamin Morrel deu quatro voltas ao mundo, a última das quais terminou tragicamente nas costas de Moçambique" (58).

Este marinheiro, experimentado e sui generis (vale a pena ler-lhe a breve biografia), veio culminar as suas verdadeiras e não tão verdadeiras aventuras em Moçambique, aqui deixando-se morrer de "febres". Essas impiedosas.

jpt

publicado às 18:09


Bloguistas




Tags

Todos os Assuntos