Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Imputação a Agualusa

por jpt, em 24.06.09

Aqui se ecoa a acusação a José Eduardo Agualusa de ter cometido plágio no seu "Estação das Chuvas". Fui ver e ler. E parece-me muito forçada a tal acusação. Plágio não é isto, caramba! Goste-se ou não da escrita de alguém.

publicado às 19:27

"Temor reverencial"

por jpt, em 07.04.08

Pode-se gostar ou não gostar de José Eduardo Agualusa: o meu desgosto com a última mão cheia de livros (até ao "Zumbi", livro que inacabei com isso finalmente acabando-me como seu leitor) é até bem menor do que o tido com a personagem. Lembro-o aqui em Maputo há já alguns anos quando havia o Festival de Teatro de Agosto, numa sessão na Associação de Escritores num ditirambo contra os intelectuais, editores e académicos portugueses que opinam sobre a literatura africana assim demarcando-a, uma coisa muito "a la carte" pensei (terá ele pensado também). Para acabar eu a beber cervejas na esplanada com alguns colegas locais dele a gozarem-me: "vocês promovem estes tipos e eles tratam-vos assim", riam-se nada convencidos do menu apresentado. Resmunguei uns palavrões sobre a geneologia dele, guardei o saco de livros que levara para que ele os autografasse, ri-me com as "minhas" mulheres da ostensiva vaidade do homem ("tanta que o torna feio", dizia-me uma admiradora, porventura despeitada com alguma desatenção), passei o naco de estante a ele dedicado para a segunda fila traseira (confesso esta minha fealdade) a dar espaço primaz a outros autores de apelido "A..." e segui. Tudo isso nada tem de relevante (diga-se que escritores medianos, homens vaidosos e conferencistas de cabotagem só ofendem quem não consegue escrever, é feio e não tem ninguém que o ouça). Relevante é o indecente torniquete que lhe propõem, o "temor reverencial" a que o querem obrigar. Que seria ridículo se não fosse perigoso. Está narrado aqui: I, II.

publicado às 02:10


Bloguistas




Tags

Todos os Assuntos