Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sou argentinista desde a mais tenra adolescência. Não por causa do Ardilles, Passarella ou Kempes, e muito menos por um já tardio Maradona. A culpa foi das estantes da minha irmã e meu cunhado, onde estavam estes senhores, longínquos da coisa futebol. "O Aleph" e "Todos os fogos o fogo" fizeram-me, então, algumas coisas, no meio do meu espanto. Entre outras um argentinismo - ainda que estes homens fossem tudo menos disso pitorescos.

 

 

 

Assim, e ainda que isto não seja exactamente trampolim para futebolismos, hoje estou em cúmulo de argentinismo.

publicado às 18:06

Empreitada

por jpt, em 07.02.10

Já que está ali na mesa uma empreitada dupla de Cortázar para ser resolvida sinalizo-lhe o início com esta deliciosa caricatura de Baptistão publicado originalmente no jornal Estado de São Paulo (já agora associada a um texto exactamente intitulado "Duplo Cortazar"),  e que foi 3º prémio de caricatura do World Press Photo 2009 [reproduzida do livro  World Press Photo, Top 50 2009]. E antes das leitura ambientar-me-ei com esta entrevista.

jpt

publicado às 19:30


Bloguistas




Tags

Todos os Assuntos