Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



JamboFotos

por jpt, em 24.11.11

Jambophotos - Fotografia em Moçambique é um vasto projecto em formato blog agora realizado pelo Luís Basto. Tem múltiplas secções, até mesmo uma agenda cultural, e justifica não só uma visita demorada como uma colocação nos "favoritos" de cada um, para constante acompanhamento. Entenda-se, ali chegado está-se no registo de apresentação profissional. Que corra bem ...

jpt

publicado às 09:45

Inhambane por Luís Souto

por jpt, em 30.11.10

[Luís Souto, capa de Wona Gaya]

 

Avisei quando foi inaugurada esta "Wona Gaya", exposição fotográfica dedicada a Inhambane que é organizada por Luís Souto. Contém 40 fotografias do autor (de 2010 e de 1988) e integra ainda duas reproduções das célebres fotografias publicadas em 1929 por Santos Rufino, nesse cruzar de três épocas intentando um passeio pela história da cidade. O catálogo contém ainda uma pequena história do núcleo urbano, de Cândido Teixeira.

 

A mostra é pictórica, centrada na arquitectura e paisagem, com pequenas investidas no mundo comercial e piscatório. E faz jus ao encanto local, nisso privilegiando o transporte cromático. Por isso mesmo será normal que venha a constituir-se itinerante - em Portugal teria público com toda a certeza. E a sua apresentação teria toda a "legitimidade"  pelo menos nas cidades em tempos geminadas com Inhambane (se as tais gemelagens não servem sequer para isto, para um entre-conhecimento, para que servirão?).

 

[Luís Souto, Hotel Carlton, Inhambane]

 

[Luís Souto, sem título]

 

Mas o Luís Souto não se limitou a fotografar. Deixou também entrar a luz, apenas a suficiente, sem estragar o efeito, para pensar o real de agora. Imprimiu essa "fotografia" assim:

 

"Ver Inhambane é também ver, com tristeza, a descaracterização da cidade com a colocação abusiva de painéis publicitários, com a pintura das paredes (e não só) com publicidade que destrói a identidade dos indivíduos. É ver novas construções em locais totalmente desadequados que impedem a vista e quebram a harmonia da cidade.

 

Ver Inhambane é, finalmente, saber que a cidade está protegida pela Lei do Património Cultural; perceber que a modernização por vezes conflitua com a preservação e que, nesta dicotomia, aparecerão sempre os novos mercadores tentando, como no passado, trocar ouro por missangas."

 

[Luís Souto, sem título]

 

jpt

publicado às 09:41

Wona Gaya, Inhambane em Maputo

por jpt, em 30.10.10

 

Abaixo referi a realização desta exposição "Wona Gaya" na Kulungwana, a galeria existente na estação dos CFM em Maputo. Mais informações agora. Trata-se de um trabalho produzido pelo historiador Cândido Teixeira e pelo fotógrafo Luís Souto, tendente a reflectir as mudanças que a história vem trazendo à cidade. Assim a exposição consta de fotografias publicadas por Santos Rufino (década de 1920s, obviamente a sépia) e de fotografias actuais, da autoria de Luís Souto. "Vê a Tua Terra" ("Wona Gaya" em bitonga, uma das línguas de Inhambane) é assim uma proposta de leitura do percurso da cidade, algo que se apresenta apetitoso.

 

Como diz o cartaz a exposição estará na Kulungwana entre 4 e 18 de Novembro (estas partes redundantes do texto fazem-me sempre lembrar o Ricardo Rangel a protestar contra as legendas das imagens). Anteriormente esteve no Conselho Municipal de Inhambane. Aí, e ainda que já tenha encerrado oficialmente está ainda disponível para os visitantes que a queiram "espreitar". Portanto, quem siga a Inhambane tem programa.

 

Mesmo sem ter ainda visto a exposição não posso deixar de antever a sua itinerância. Por exemplo por cidades geminadas (gemeladas) com Inhambane. Que melhor forma de fazer conhecer uma cidade?

 

jpt

publicado às 22:18


Bloguistas




Tags

Todos os Assuntos